EDITORIAL

        A Educar número dezoito fecha um ciclo em nossa publicação. Do número quatorze ao dezoito foram promovidas transformações profundas na estrutura do periódico, entre as quais destacamos a periodização semestral, a revista on-line, a indexação nacional e internacional e a constituição do Conselho Editorial Nacional/Internacional.A procura pelo periódico aumentou significativamente, de tal maneira que reedições serão necessárias para suprir a demanda por determinados números que se esgotaram rapidamente e que permanecem sendo muito solicitados. A captação de artigos também sofreu alterações significativas, em especial, no que diz respeito à procedência dos artigos.

        De forma crescente, pesquisadores de diferentes universidades brasileiras vêm nos procurando para veicularem suas produções acadêmicas. Podemos dizer, sem exageros, que nos inserimos no cenário nacional e que os dossiês e artigos publicados recentemente são referências em diferentes contextos do campo educacional brasileiro. O ensino de ciências, as crianças e jovens excluídos, a corporalidade, o currículo e, neste número, a História da Educação são temáticas discutidas com profundidade e rigor nas páginas da Educar.

        Os periódicos, em geral, são responsáveis pela visibilidade da atividade de pesquisa dos centros, grupos ou instituições de pesquisa. Dificilmente encontraremos um periódico forte em uma instituição com baixa produtividade científica. Nesse sentido, faltava ao Setor de Educação da UFPR um veículo que refletisse o incremento da pesquisa ocorrido no Setor nos últimos anos. O crescimento e a qualificação do Programa de Pós-Graduação do Setor é uma evidência desse momento vivido pelo Setor que não se esgota na atividade de pesquisa  e na pós-graduação. O impacto sobre o ensino e a extensão é desejado e inevitável.

        Dentro desse contexto, a Educar foi capaz de refletir e potencializar esse movimento no âmbito de nossa instituição. Este processo tem demonstrado o quanto é equivocada a proposta, muito em voga nos dias de hoje, de formação dos centros de excelência dedicados à pesquisa e dos colégios universitários dedicados ao ensino e à profissionalização. A qualificação da Educar, do Programa de Pós-graduação e dos pesquisadores seria impensável em um ambiente de insulação da pesquisa.A nossa tradição universitária mostra que a indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão não é uma figura de retórica. Pelo contrário, tem se mostrado condição para a nossa plena realização seja no plano da formação de pesquisadores, na profissionalização e na qualificação de professores, na produção de conhecimento científico e, sobretudo, no âmbito de nossas relações com os professores da rede pública e com os movimentos sociais organizados.

        O dossiê História da Educação: instituições, intelectuais e cultura escolar apresenta a contribuição da Área Temática de História e Historiografia da Educação, do Programa de Pós-Graduação em Educação, bem como de pesquisadores que mantém relações com esse grupo sediado na UFPR. Na seção de artigos de demanda contínua, temos dois textos de suma importância. O artigo de Maria Célia Marcondes de Moraes que discute as políticas educacionais nos anos noventa para a formação de professores no Brasil e em Portugal, enquanto que o segundo artigo, de Maria Elisabete, trata da questão da educação ambiental. Em seguida vem a conferência do Professor Jamil Cury, proferida para o Curso de Pedagogia em 2001, a resenha da obra da historiadora Vera Beltrão Marques e a seção, inaugurada no número anterior, de produção acadêmica.

        Por fim, esperamos que esse número some-se ao esforço realizado nesses dois últimos anos pelo Comitê Editorial de tornar a Educar em Revista um periódico acadêmico inserido no contexto nacional e internacional da produção de conhecimento da área educacional.

 

O Editor - Inverno de 2001.

 

 

RESUMOS / ABSTRACTS

 

DOSSIÊ - História da Educação: instituições, intelectuais e cultura escolar

 

 

 

 

 

 

 

 

ARTIGOS DE DEMANDA CONTÍNUA

 

 

CONFERÊNCIA

 

RESENHA

PRODUÇÃO ACADÊMICA

 


Para quem e o que testemunham as fontes da História da Educação?

For whom and what testify the sources of History of Education?

 

Dário Ragazzini

Professor Dr. de História da Educação da Università degli Studi di Firenze

dario.ragazzini@unifi.it

 

Tradução de Carlos Eduardo Vieira

Doutor em História da Educação

Professor da Área Temática de História e Historiografia da Educação do PPGE da UFPR

cevieira@ufpr.br

 

RESUMOS

Este artigo discute questões sobre a identificação, o uso e a relação do historiador com as fontes nos estudos de história da educação. Aborda a tipologia das fontes e seus diversos pesos probatórios. Mostra como, no trabalho historiográfico, é decisivo compreender os diversos níveis relacionais que perpassam o processo de construção da fonte histórica. Prioriza a análise sobre as relações nas quais nasce e se produz o documento, as relações que, no âmbito dos acontecimentos, selecionam o documento e as relações do historiador/intérprete com as suas questões e com os destinatários de seus estudos.

 

Palavras-chave: fontes, história da educação, teoria da história.

 

ABSTRACT

This article discusses questions about identification, using, and relation of the historian with sources in Educational History research. It treats about typology sources and their evidence strength. It shows how historiography work is decisive to understand the diverse relational levels that go through the building process of historical source. This article prioritize those analysis about relations in which documents are born and produced, the relations that in the events context select documents, and historian/interpreter relations with their questionings and with their research addressees.

 

Key-words: sources, education history, theory of history.

Voltar ao topo


Fontes orais, História e saber escolar

Oral sources, History and school knowledge

 

Serlei Maria Fischer Ranzi

Doutora em História

Professora da Área Temática de História e Historiografia da Educação do PPGE da UFPR

ranzi@netpar.com.br

 

Resumo

Este artigo é resultado de uma pesquisa-ação desenvolvida na Escola Estadual Professor Júlio Mesquita, localizada no bairro Jardim das Américas, em Curitiba-PR. Discute o papel das fontes orais e o uso da memória no trabalho com história no ensino fundamental. Analisa, a partir da experiência realizada, como as fontes podem ser utilizadas na produção do saber escolar em história. Aponta para as possibilidades e dificuldades no desenvolvimento deste tipo de projeto na escola.

 

Palavras-chave: ensino de história , fontes orais, memória e história.

ABSTRACT

This article is result of an action-research developed in Escola Estadual Professor Júlio Mesquita, in Jardim das Américas neighborhood, Curitiba-PR. It discusses the role of oral sources and memory using in primary education history teaching. This work, based on this experience, analyses how those sources can be used in history school knowledge production. It aims at developing possibilities and difficulties of this kind of project in school.

 

Key-words: history teaching, oral sources, memory and history.

Voltar ao topo


Educação e modernidade: sob as figuras do relógio e da tipografia

Education and modernity: under the figures of the clock and typography

 

Kazumi Munakata

Doutor em História da Educação

Professor do Programa de Estudos Pós-Graduação em Educação: História, Política, Sociedade da PUC-SP

kazumi@ig.com.br

 

Resumo

Comenius funda a escola moderna, que idealiza, numa cosmologia arcaizante, que concebe o universo como um sistema de espelhamentos sem fim. Mas é dessa concepção que emerge a valorização de dois artefatos da modernidade – o relógio e a tipografia –, que por sua vez constituirão o modelo da escola moderna, apresentando, entre outros aspectos, a seriação do tempo e o uso didático do livro.

 

Palavras-chave: Comenius, escola, livro didático.

 

ABSTRACT

Comenius establishes the modern school, that he idealizes, in an archaic cosmology that conceives the universe as a mirroring system with no end. However from this conception emerges the valorization of two modernity artifacts – clock and typography – that, in their time, will constitute the model of modern school, presenting, among other aspects, serialization of time and didactic using of book.

Key-words: Comenius, school, didactic book.

Voltar ao topo


O Movimento pela Escola Nova no Paraná: trajetórias e idéias educativas de Erasmo Pilotto

Movement for New School in Paraná: trajectory and educational ideas of Erasmo Pilotto

 

Carlos Eduardo Vieira

Doutor em História da Educação

Professor da Área Temática de História e Historiografia da Educação do PPGE da UFPR

cevieira@ufpr.br

 

Resumo

Este artigo se propõe a produzir uma história intelectual do Movimento pela Escola Nova no Paraná a partir da análise da trajetória e das idéias educativas de Erasmo Pilotto. Metodologicamente, o estudo explora o conceito gramsciano de intelectuais, visando discutir o movimento renovador como um campo de disputas entre diversos projetos formativos. O período está delimitado entre 1920 e 1960 e as fontes desse estudo são obras publicadas e manuscritos inéditos desse intelectual paranaense.

 

Palavras-chave: intelectuais, Escola Nova, Erasmo Pilotto.

 

ABSTRACT

This article proposes to produce an intellectual history of Movement for New School in Paraná, covering the trajectory of educative ideas of Erasmo Pilotto. Methodologically, this research explores Gramsce‘s conception of intellectuals, intending to discuss the renovator movement as a disputing field among many other educational projects. The period is delimited between 1920 and 1960; the sources of this research are published works and manuscripts of this Parana’s intellectual.

Key-words: Intellectuals, New School, Erasmo Pilotto.

Voltar ao topo


Fotografias escolares: a leitura de imagens na história da escola primária

School photographs: the image reading in the history of primary school

 

Rosa Fátima de Souza

Doutora em História da Educação

Professora do Departamento de Ciências da Educação da Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara/Unesp

rosa@fclar.unesp.br

 

RESUMO

Este estudo compreende a leitura de fotografias, especificamente, fotografias escolares referentes ao ensino primário na cidade de Campinas, no período de 1897 a 1950. Com base em um acervo constituído de 55 imagens, analisa quatro categorias de fotografias: arquitetura escolar, classes de alunos, corpo docente e atividades escolares; assinalando o discurso sobre a escola, os contextos humanos e as relações sociais reveladas pelas imagens. O texto destaca, também,  a relevância da documentação iconográfica para o estudo da História da Educação, em especial, o estudo das instituições educativas.

 

Palavras-chave: leitura de imagens, História da Escola Primária,  fotografias escolares, fontes iconográficas.

 

ABSTRACT

This research consists in photograph reading, more specifically, school photographs related to primary teaching in the city of Campinas, between 1897 and 1950. It is based on a heritage constituted of 55 images, that analyzes four categories of photographs: school architecture, student classes, teaching body and school activities, these categories illustrate the discourse about school, human contexts and social relations revealed by those images. The text also focuses the iconography documentation relevance for History of Education research, specially, about educational institutions.

 

Key-words: image reading, Fundamental school history, school photographs, iconography sources.

Voltar ao topo


Arquitetura e espaço escolar: reflexões acerca do processo de implantação dos primeiros grupos escolares de Curitiba (1903-1928)

Architecture and school space: thoughts about the implantation process of the first school groups of Curitiba (1903 - 1928)

 

Marcus Levy Albino Bencostta

Doutor em História

Professor da Área Temática de História e Historiografia da Educação do PPGE da UFPR

marcus@ufpr.br

 

Resumo

Este artigo apresenta algumas reflexões a respeito dos projetos arquitetônicos de edifícios destinados aos grupos escolares construídos na capital do estado do Paraná durante a fase de implantação desse tipo de escola na cidade (1903-1928). Para tanto, este estudo analisou diversas fontes, tais como: relatórios, plantas baixas, fotografias escolares, jornais, procurando relacioná-las às discussões historiográficas acerca da cultura escolar.

 

Palavras-chave: arquitetura escolar, grupos escolares, história do ensino primário, cultura escolar.

 

ABSTRACT

This article presents some thoughts related to architectural projects destined to schoolhouses that were built in the capital of Paraná State during the implantation phase of this kind of school in the city (1903- 1928). In order to that, this research analyzed many sources as reports, plans, school photographs, newspapers, trying to relate them to discussions about School Culture historiography.

 

Key-words: school architecture, schoolhouses, history of primary teaching, school culture.

Voltar ao topo


Organização escolar no início do século XX: o caso do Paraná

School organization in the beginning of XXth century: the situation of Paraná

 

Maria Cecília Marins de Oliveira

Doutora em História da Educação

Professora da Área Temática de História e Historiografia da Educação do PPGE da UFPR

cecioliveira@onda.com.br

 

RESUMO

A nova ordem política, instaurada com a Proclamação da República, exigiu a reformulação dos quadros político e administrativo no âmbito federal e no âmbito estadual. Em algumas áreas, prevaleceram as práticas que vinham ocorrendo no período político anterior. No tocante à organização escolar, as mudanças propostas, na primeira Reforma de Ensino para o Distrito Federal, não repercutiram de forma imediata nas administrações estaduais. As tentativas estaduais visavam adaptar o novo regime de governo para uma educação que muito se distanciava da realidade social existente. No Paraná, diversos foram os Regulamentos tentando alterações na organização escolar para compatibilizar uma sistemática de ensino moderna e eficiente. As inovações na educação provenientes da Europa e dos Estados Unidos foram colocadas em prática nos estados economicamente mais prósperos, como São Paulo, servindo de referência e modelo para a sua implantação no Paraná. A criação de níveis escolares, como a escola maternal e os jardins de infância, a divisão das escolas primárias em simples e intermediárias e a implantação do ensino seriado, entre outras medidas, evidenciaram a influência estrangeira que aconteceu no Paraná mediante o modelo paulista. A necessidade de formar professores para atuarem no ensino primário foi preocupação constante das autoridades em relação à Escola Normal, que, afinal, tornada independente em 1922, pode desenvolver, daí em diante, uma melhor orientação pedagógica. O quadro de escolas paranaenses, tanto públicas como particulares, apesar de restrito, completava-se na segunda década do século XX, compondo-se de escolas de nível primário, secundário, profissionalizante, técnico e superior.

 

Palavras-chave: organização escolar, escola primária, escola profissionalizante.

 

ABSTRACT

The new political order, produced by the Republic Proclamation demanded a reformulation of political and administrative membership in Federal and State level. In some places prevailed the practices that were used before the political change. In relation to school organization, in the first Reform of Education System for Federal District, the proposed changes did not reflect in State Administrations, immediately. The states tried to adapt the new govern regime to an education system that was too far away of the social reality of the moment. In Paraná, many were the rules trying modifications in school organization to allow a modern and efficiently teaching system. The innovations in education originally from Europe and the United States were used in the richest states, as São Paulo, and used as references and model to its implementation in Paraná. The creation of school levels, as kindergarten, division of fundamental school in simple ones and intermediary ones and the implatation of school series, among other initiatives showed up the foreign influence that happened in Paraná because the Paulista‘s model. The necessity to graduate teachers to work in fundamental school was constantly preoccupation of authorities in relation to the Normal School that, in the end, became independent in 1922 and could develop, since then, a better pedagogic orientation. The complex of Paraná‘s school, as public as private ones, despite its restrictive performance, was going to be complete in the second decade of XXTH. Century, composed by primary schools, high school, professional schools, technical school and university.

Key-words: school organization, teaching levels, teacher.

Voltar ao topo


Ensino da leitura no método intuitivo: as palavras como unidade de compreensão e sentido

Teaching reading by objective method: the words as units of understanding and sense

 

Vera Teresa Valdemarin

Professora Assistente Doutora do Departamento de Ciências da Educação da Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara/Unesp

vera@fclar.unesp.br

 

RESUMO

Este artigo apresenta resultados de pesquisa sobre o método de ensino intuitivo, elaborado por Norman A. Calkins, especialmente para o ensino da leitura. Para o autor, as palavras são as unidades a partir das quais o ensino deve se dar, filiando-se às proposições de marcha analítica que surgem no século XIX, inovando os procedimentos de ensino.

 

Palavras-chave: método intuitivo, ensino de leitura, lições de coisas, educação no século XIX.

 

ABSTRACT

This article presents results of research about the objective methods, by Norman A. Calkins, especially to reading teaching method. For the author, the words are the units trough the teaching should happen, relating it to the propositions of analytic methods that appeared in the 19 Th Century, innovating the procedures of general teaching.

 

Key-words: objective methods, teaching reading, objective lessons.

Voltar ao topo


Políticas educacionais nos anos 90: a formação de professores no Brasil e em Portugal

Educational policies in the 90s: the graduation of teachers in Brazil and Portugal

 

José Augusto Pacheco

Professor do Instituto de Psicologia e  Educação da Universidade do Minho-Portugal

 

Maria Célia Marcondes de Moraes

Doutora em Ciências Humanas (Educação) pela PUC/RJ

Professora titular da UFSC

mcmm@uol.com.br

 

Olinda Evangelista

Professora da UFSC

 

RESUMO

O trabalho tem como objetivo principal analisar, em Portugal e no Brasil, no período dos anos 90, as políticas públicas e respectivas influências no campo da Educação e da Formação de Professores.  Pretende-se, de igual modo, identificar as tendências e os conceitos constitutivos das políticas educacionais, sobretudo o particular uso que se faz da noção de “competências”, a partir de documentos de organismos nacionais e agências multilaterais. Procurar-se-á, por um lado, identificar a forma pela qual as inflexões de natureza teórica são difundidas na documentação em tela e, por outro, entender de que modo determinados conceitos são pragmaticamente naturalizados, modificados, abandonados, substituídos ou re-significados. Tal inflexão teórica pode ser particularmente apreendida no âmbito das políticas educacionais relativas à formação docente, atendendo, sobretudo, ao modo como foi efetivada no Brasil e em Portugal.

 

Palavras-chave: políticas educacionais; formação de professores; competências.

 

Abstract

This work analyses, as its main goal, the public policies and its respective influences in the land of Education and teachers graduation in Portugal and in Brazil, during the period of the 90s. In the same way, this work intends to identify the tendencies and constitutive concepts of Educational policies, mainly the particular use of “competencies” notion, based on documents of national organisms and multilateral agencies. This research, by one side, intends to identify the way by that the theoretic nature inflections are broadcast in the analyzed documents and, in another side, it tries to understand in which way determined concepts are pragmatically naturalized, modified, abandoned, substituted and re-meant. This theoretical inflection can be particularly seized in the ambit of educative policy relative to teachers graduation mainly accommodating the way this was effectuated in Brazil and in Portugal.

Key-words: educational policy, teachers graduation, competencies.

Voltar ao topo


Educação ambiental: origem e perspectivas

Environmental education: origin and perspectives

 

Elisabeth Christmann Ramos

Licenciada em Ciências Biológicas. Mestre em Educação

Professora do DTFE, do Setor de Educação da UFPR

lisa@ufpr.br

 

RESUMO

Este artigo é uma síntese da dissertação de Mestrado (1993/1996-UFPR). Nosso objetivo foi fazer uma análise crítica da educação ambiental na sua institucionalização histórica e implicações  teóricas e sociais. Essa análise inicia-se com a leitura dos documentos oficiais das principais  conferenciais  internacionais que deram origem à educação ambiental. As categorias de totalidade e interdependência marcaram metodologicamente o trabalho. As concepções de natureza, meio ambiente e ecologia, foram os elementos temáticos   tomados como suporte crítico e tornaram-se reguladores para a análise dos equívocos na prática da educação ambiental e dos seus pressupostos epistemológicos.

 

Palavras-chave: meio ambiente, educação, educação ambiental.

 

ABSTRACT

This paper is a summary of  dissertations (1993/1996-UFPR). Our aim was to do a  critically analyse environmental education in its histyorical institutionalization and its theoretical and social implications. We start by reading official documents about the main conferences and international meetings which led to environmental education. Totality and Interdependence marked our research methodologically. Nature, environmental and ecology concept,  are the topic elements, which were our critical support, became the regulators of the analyses of the mistakes in enviromental education practice and its epistemological presupposition.

 

Key-words: environment, education, environmental education.

Voltar ao topo


Os desafios da formação docente

Challenges of teaching graduation

 

Carlos Roberto Jamil Cury

Professor da PUC/MG

Membro da Câmara de Educação Básica do Conselho Nacional de Educação

crjcury.bh@zaz.com.br

 

Resumo

Este artigo é referente à aula inaugural ministrada no Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná no ano de 2001. Trata de reflexões acerca dos desafios da formação docente diante da realidade brasileira contemporânea a partir de explicações das transformações que ocorreram no contexto histórico educacional.

 

Palavras-chave: formação de professores, ensino público, educação.

 

ABSTRACT

This article refers to the inaugural class taught in Education Department of Universidade Federal do Paraná in the year 2001. Here there are thoughts about challenges involving graduation of teachers, in relation to Brazilian contemporary reality, based on explanations about transformations that occurred in the historical education context.

 

Key-words: graduation of teachers, public education, education.

 

Voltar ao topo